Williams F1

A equipe Williams F1, inicialmente batizada com o nome de “Williams Grand Prix Engineering (nome posteriormente reutilizado após o rompimento com a fabricante de motores BMW)”, foi fundada em 1977 por Patrick Head e Frank Williams, o qual, inclusive possuía a equipe de corrida denominada Frank Williams Racing Cars. Famosa por priorizar o campeonato de Construtores ao invés dos pilotes, a equipe williams f1 iniciou sua vida nas pistas com seus Carros utilizando motores Ford, motores estes que ajudaram a equipe conquistar a sua primeira vitória em 1979 no GP da Grã-Bretanha, sob o comando do piloto Alan Jones.

Devido o seu grande sucesso conquistado nas décadas de 80 e 90, a equipe williams de Fórmula F1 teve garantido o seu ingresso ao consagrado hall denominado “Big Three” da Fórmula 1, hall este que à época era ocupado por outras duas escuderias, quais sejam, as equipes Ferrari e McLaren. Nos anos de 1992 até 2000 a equipe williams f1 teve contrato assinado com a fabricante de automóvel Renault, a qual passou a fornecer os motores que equipavam seus Carros de Corrida. Esta mesma fase foi marcada com a conquista do campeonato na categoria pilotos e construtores, sendo estas ocorridas em 1992, 1993, 1996, 1997. Também período este que foi marcado com a contratação do piloto Brasileiro Ayrton Senna, que fatalmente se acidentou no GP de San Marino, guiando um dos carros da equipe williams f1 e com a pioneira dentre os carros de corrida à utilizar equipamentos como “suspensão ativa” e “câmbio no volante”, dentre outros que também tiveram influências diretas nos Desenhos Dos Carros das outras equipes, inclusive sendo palco de exploração para novos conceitos tecnológicos para carros esportivos e Carros Populares, assim como acontece em outras equipes.

Com a chegada do ano de 2000 a equipe williams f1 assinou contrato com a fabricante BMW, passando, então, os seus carros a contar com os motores da marca, período este que se seguiu até 2005 passando por um salto onde levou a equipe de F1 de volta às conquistas de títulos, quebrando uma temporada de 4 anos sem vitória alguma nas modalidades Pilotos e Construtores. No período de 2006, a equipe firmou acordo com a Cosworth, a qual passou a fornecer os novos motores para a williams Fórmula I. Neste mesmo ano, a equipe apresentou um baixo desempenho, oportunidade em que finalizou a temporada apenas em oitavo lugar no ranking dos Construtores e com 11 pontos no ranking dos Pilotos. Após, a williams f1 assinou contrato com a montadora Toyota, sendo esta a atual e oficial fornecedora dos motores de seus carros de corrida, cujo respectivo acordo vigora até 2009. Com esta nova linha de motores a equipe Williams F1 se recupera do vexame de 2006 e sege a temporada de 2008 com o titulo da Power Five da F1, formada pelas equipes Ferrari, McLaren, BMW Sauber e Renault.

Carros Tunados - Artigos de Automobilismo mais visitados