Fórmula 1 São Paulo

O Grande Prêmio de Fórmula 1 em São Paulo é como todos já sabem é realizado no autódromo de Interlagos. Aqui são realizados as competições de fórmula 1 e é o único da América Latina que está no campeonato de fórmula 1. A primeira competição de fórmula 1 em São Paulo veio a acontecer em 1947 com carros Grand Prix(percussões de fórmula 1). Nesta prova, estiveram presentes várias equipes européias e o vencedor foi o piloto italiano Achille Varzi que pilotava pela equipe Alfa-Romeo. Chico Landi ficou na segunda colocação. Nesta corrida foi registrada o primeiro acidente fatal da fórmula 1 em São Paulo. Com o estouro de um pneu, o italiano Villoresi acabou perdendo o controle de seu carro Maserati ferindo vários espectadores presentes no local, culminado com a morte de um deles. O público, naquela época, assistia a corrida de Fórmula 1 ao lado da pista, o que poderia causar mais ainda o risco de acidentes e mortes fatais. Esse problema só veio a ser resolvido na década de 1970.

A primeira corrida de longa duração da fórmula 1 em São Paulo veio a acontecer em 1951 conhecida por as “24 horas de Interlagos”. Seu traçado era reconhecido e elogiado internacionalmente como sendo um dos melhores do mundo e com isso, o público passou a prestigiar indo às corridas para assistir ou até mesmo para passear. As provas de automobilismo se sucediam com grande sucesso e o automobilismo nacional se desenvolvia constantemente.

As curvas de Interlagos são descritas assim:
Curvas 1 e 2: não tiveram nomes portanto, são números mesmo.
Curva 3: é uma curva veloz e seguia seu percurso em alta velocidade do lado interno da pista de corrida.
Curva do Sol: tem esse nome, pois na hora da competição, o Sol atrapalhava a visão dos pilotos na pista de corrida. Com isso a pista teve que mudar o sentido dela; tornando o traçado em sentido anti-horário.
Curva do Sargento: é assim chamada, pois durante a corrida, um sargento que estava assistindo à competição acabou que sofrendo um acidente no percurso de automobilismo.
Curva do Laranjinha: é assim chamada devido a dificuldade de que alguns pilotos têm de fazer a curva.
Curva da Ferradura: é assim chamado, pois tem o desenho parecido á letra “U”.
Curva do Pinheirinho: assim chamado, pois havia na pista uma árvore que se localizava na área de escape da curva e que sempre acertava os pilotos quando ali passavam.
Curva Bico de Pato: tem o contorno semelhante à parte anterior do pato.
Curva da Junção: se junta com uma parte da pista até a chegada da onde os pilotos trocam os pneus e repõem a gasolina.
Curva S do Senna: é uma curva em forma de “S” que liga a reta dos boxes à Curva do Sol.

Carros Tunados - Artigos de Automobilismo mais visitados